domingo, 30 de novembro de 2008

Diferença entre clones e transgênicos.

Clonagem:
Podemos definir clonagem como reprodução assexuada que resulta na obtenção de cópias geneticamente iguais de um ser vivo.


Clonagem natural:

A clonagem é natural em todos os seres originados a partir de reprodução assexuada (ou seja, na qual não há participação de células sexuais), como é o caso das bactériass, dos seres unicelularess e mesmo da relva de jardim.


Clonagem induzida artificial:

A clonagem induzida artificialmente é feita a partir de um processo no qual é retirado de uma célula um núcleo, e de um óvulo a membrana. A junção dos dois depois é colocado em uma barriga de aluguel, ou mesmo em laboratório, para a clonagem terapêutica


Clonagem reprodutiva:
Uma das técnicas básicas usadas por cientistas é a transferência nuclear da celula somática. Esta técnica foi usada por cientistas durante muitos anos, para clonar animais através de células embrionáriass.
Como o nome da técnica implica, a transferência de uma célula somática está envolvida neste processo. Esta célula somática é introduzida, então, numa célula retirada de um animal (ou humano), logo depois da ovulação. Antes de introduzir a célula somática, o cientista deve remover os cromossomos, que contêm genes e funcionam para continuar a informação hereditária, da célula recipiente.
Clonagem embrionáriaPor esse processo, multiplica-se o embrião do animal em estudo produzindo, assim, gêmeos ou trigêmeos, etc. É um processo similar ao da natureza. Embora já em uso há anos com animais


Clonagem terapêutica
É a clonagem sem fins reprodutivos.O que temos de diferente da clonagem humana é que, antes de começar a divisão e houver diversificação para formas os tecidos, as células do embrião, são diferenciadas.A "Receita da Clonagem Terapêutica": A mesma técnica da clonagem humana, com apenas uma diferenciação, após os óvulos com os novos genes serem colocados num meio que os estimula a multiplicação, antes, de se diferenciarem para a formação do corpo humano, são induzidas a se transformarem em tecidos específicos e, depois, injetadas para substituição de células doentes dos órgãos ( por ex. do fígado; coração; neurônios, etc ) e por conseguinte, suas regenerações.

Exemplo de clone:

Clones bovinos da raça junqueira.


Posicionamento:

A grande polêmica em torno da clonagem tange os seres humanos, até porque bem sabemos que já existe clonagem natural e aceitamos a idéia de que um animal seja clonado, porém o ser humano, para além de convicções religiosas ou morais, sente-se indignado com a possível perda de identidade causada pela possibilidade de um clone, já que todos acreditamos em nossa singularidade.

Coloco-me a favor da clonagem, inclusive da chance de clonar seres humanos, não vejo motivo para tanta tensão, até porque sabemos que não somos únicos, aliás, não há nada no mundo que seja totalmente exclusivo, sempre há uma similaridade, e isso acontece com as pessoas também. O que deve ser discutido é a utilização dos clones, antes de estarmos contra ou a favor precisamos atentar para os motivos que justificam a necessidade de copiar um ser vivo.

Transgênicos:


Os organismos geneticamente modificados ,ou transgênicos , são aqueles que tiveram genes de qualquer outro ser vivo, inseridos em seu código genético.

Os alimentos transgênicos são os tipos de organismos geneticamente modificados mais conhecidos, consistem basicamente numa semente com alterações feitas em laboratório.


Exemplos de transgênicos:
Mamão papaia transgênico.
Milho transgênico.


Posicionamento:

O amplo uso de trangênicos ocorre, pois as plantas são mais resistentes a uma série de pragas, porém devemos lembrar que os alimentos transgênicos podem causa riscos ambientais e também para saúde humana. Pesquisas constataram que organismos geneticamente modificados podem causar desde toxicidade renal e hepática até dificuldades no crescimento. Porém, os métodos e as conclusões obtidas através de ambas as pesquisas foram consideradas irrelevantes, no entanto ainda não há nenhum registro de outra descoberta que as conteste.

Um fator bastante relevante quanto ao uso dos transgênicos é seu impacto na economia mundial, já que muitos países têm como atividade importante a agricultura familiar, sendo assim tem chances mínimas de competir com outros países que possuem grandes latifúndios e podem cultivas transgenicos.

A idéia de que os transgênicos podem acabar com a fome no mundo é mera ilusão, dado que a produção de alimentos é suficiente, mas sua divisão injusta. O direito de escolha é dado a qualquer ser humano, decidimos então os alimentos que estamos ingerindo, até porque já foram criadas alternativas para aqueles que não se posicionam a favor do consumo de transgênicos. Creio que o fator econômico influencie mais na escolha de um produto do que seus “desconhecidos” malefícios a saúde, sendo assim a produção de transgênicos deve continuar, assim como a de alimentos orgânicos, então todos estarão satisfeitos com suas escolhas e livres para consumir o que lhes for mais cômodo.

Diferença entre clones e transgênicos:
Os clones são reproduções idênticas de um mesmo organismo, enquanto os transgênicos são
organismos que tiveram genes de outro ser vivo inserido em seu código genético.


Nome: Raisa Cechin

Um comentário:

Leonice disse...

Parabéns, Raisa!!!! Adorei seu texto, btante crítico e objetivo, vc realmente se posiciona mto bem, isso é admirável!!!! Sucesso hj e sempre...foi uma satisfação conhecer vc, aprendi mto!!!! Bjos!!